A uma plateia lotada, no anfiteatro do Centro Universitário, Alfredo Attié revelou que o mundo observa o Brasil, onde os próximos passos de uma disputa entre um tipo de racionalidade jurídica e a a luta permanente pela expressão democrática, entre direito e política, está em vias de receber uma resposta.

O prédio histórico da antiga Brasital, às margens do famoso Salto do Rio Tietê, em que se construiu a primeira indústria do Estado de São Paulo, visitada por Pedro II, no século XIX, abriga, hoje, um conjunto de faculdades, cujo embrião foi a Faculdade de Filosofia fundada pelas Freiras do antigo Colégio Voiron, em Itu, em 1958.

Estudantes do curso de Direito participaram ativamente do debate proposto pelo Presidente da Academia Paulista de Direito, cuja palestra pretendeu qualificar os termos da controvérsia que incomoda o mundo, mas sobretudo o Brasil. “Nosso País, que tanto criticamos e que tanto nos desanima, no dia a dia, na verdade, está prestes a dar a resposta e indicar o caminho para uma nova ordem política, que revê os conceitos de política e de direito, forjados na modernidade”, afirmou.

Qual caminho seguir? Foi o desafio lançado a jovens estudantes, que se engajaram apaixonadamente na discussão.
Attié falou sobre “Justiça e Política: Novos Desafios”, no dia 29 de agosto, no Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio, em Salto. Estiveram presentes o Reitor Prof. Ricardo Calegari, o Coordena
dor do Curso de Graduação Prof. Laércio Veloso, o Professor coordenador da Semana Jurídica Elio Magalhães, o Estudante coordenador do evento Luiz Otávio Stringhetta, Professores, Professoras e estudantes da universidade.