Sobre os Símbolos, no site da Academia Paulista de Direito (1)

Alfredo Attié(2)

 

Academia (Ακαδήμεια, derivado de Ακάδημος) é termo que designa uma instituição devotada à construção, à busca, aos experimentos, provas e experiências, ao desenvolvimento, à pesquisa, ao ensino,  à difusão e à extensão do conhecimento e de sua reflexão crítica e criativa, e à reunião de amigos e amigas dos saberes e dos sabores da existência, das artes, das ciências, das filosofias.

O nome originou-se da escola fundada por Platão, por volta de 387 AC, em Atenas, em um antigo campo ou jardim de oliveiras, considerado território sagrado, dedicado à deusa da sabedoria e padroeira da cidade.

Difundiu-se pela Antiguidade e pela Idade Média, sendo acolhida no Renascimento, como modo de referir instituições de estudos avançados e de agremiação de importantes figuras do pensamento, sendo o nome adotado, a partir do século XVII, na Europa para referir instituições de ensino superior, como as Universidades.

Não foi fenômeno apenas ocidental – malgrado a ambiguidade e imprecisão do termo -, mas experiência multifacetada, experimentada no mundo islâmico, na Ásia, assim na índia e na Pérsia, na África, assim no Egito, na Europa, assim, desde as cidades italianas da Renascença, nas Américas.

Como modo de  referir essa polifonia de experiências e influências, a Fundação Academia Paulista de Direito apresenta, na página inicial de seu website, imagens do feminino e do sagrado, da conjugação da beleza e da sabedoria, imanentes e transcendentes, segundo asmultifacetadas complexidades culturais, consoante concebidas e retratadas por artistas de vários espaços e tempos.

A justiça, com efeito, diz-se “acolhimento das diferenças, expressando-se na alteridade dos modos de existência, de convivência, de criação” (3),  portanto, também como modo de construção de uma paz positiva (4).

O lema da Fundação Academia Paulista de Direito é “Iussum quia Iustum Ius” significa “É Jurídico o que é Justo(5).

Essa mudança é um convite à participação crescente e inclusiva da sociedade nos planos e projetos da Fundação Academia Paulista de Direito.

 

 

(1) Veja no link.

(2) Alfredo Attié é Doutor em Filosofia da Universidade de São Paulo.

(3) Alfredo Attié. A Reconstrução do Direito: Existência, Liberdade, Diversidade. Porto Alegre: Sergio Fabris, 2003, p. 313 e ss.)

(4) Ver “Missão da Academia Paulista de Direito“, no seguinte link, ou em “Breves Artigos“, aqui.

(5) Sobre o lema da Fundação Academia Paulista de Direito, ver aqui, e também o artigo publicado no número 3 da Polifonia: Revista Internacional da Academia Paulista de Direito, neste link.