A missão e o projeto da Academia Paulista de Direito salientam a aproximação da ciência jurídica com outros saberes e fazeres, importantes na configuração cultural do direito e na compreensão de seu modo de ser. A arte atua, igualmente, como elemento de transformação e reconfiguração cultural.

A exemplo da participação central das manifestações artísticas, no I Congresso Internacional da Academia, havido em dezembro de 2018, também o II Congresso, a se realizar em março de 2020, de 16 a 19, na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, contará com a presença de artistas e de expressões culturais.

Na última quinta-feira, Alfredo Attié, Presidente da Academia Paulista de Direito, encontrou-se no tradicional Restaurante Tarsila, com o Artista Plástico Cildo Oliveira, para acertar os últimos detalhes de sua participação no Congresso.

Cildo e Attié

Cildo trará obras para serem expostas, assim como fará uma apresentação, falando de alguns dos temas de seu interesse, entre os quais se destaca o trabalho com as identidades e as diferenças, na busca histórica, arqueológica e ficcional de suas raízes indígenas e pernambucanas, construindo seu próprio suporte artístico, a partir da iconografia indígena, documentos e símbolos históricos, além de elementos da natureza, trabalhados e reconfigurados na dinâmica de sua obra.

Cildo foi um dos participantes do Núcleo Paixão da Leitura, coordenado pelo Dr. Attié, e que, por sugestão feita pelo artista plástico. durante o encontro, será inserido na programação regular da Academia Paulista de Direito.

O II Congresso Internacional da Academia tem sido preparado com esmero. O espaço para as submissões de pesquisadores e pesquisadoras, além de estudantes foi ampliado.

Outras expressões culturais virão e serão anunciadas, em breve.