No documentário de 2006, dirigido por Maria Maia, produzido pela TV Senado, Brasil, pode-se acompanhar um pouco da experiência brasileira do antropólogo nascido em Bruxelas (1905) e radicado na França, onde faleceu, em Paris, em 2009.

A partir de entrevista com o próprio Lévi-Strauss, bem como da leitura de excertos de sua obra, principalmente os Tristes Tropiques, o filme busca recuperar a importância, ma construção da obra e de sua vida, da experiência paulistana, paulista e brasileira, bem como relatar brevemente sua relações com o universo intelectual da Europa e das Américas, com os indígenas e seu pensamento.

A presença do documentário no espaço da Academia Paulista de Direito reflete a conexão clara da presença e da experiência da obra de Lévi-Strauss com os projetos que encaminharam a vida cultural e intelectual brasileira, paulista e paulistana, desde seu encontro, assim a influência presente no projeto e na missão da Academia Paulista de Direito.

Veja o filme, aqui.